domingo, 4 de agosto de 2013

Raízes

Costumam passar pela vista dos encantados
centenas e centenas de muitas raízes vermelhas
espalhadas ao longo das calçadas cinzentas
uma depois da outra, umas por cima das outras,
crescendo para baixo e para cima.
Essas raízes também arriscam os grandes edifícios,
atravessam as portarias protegidas por câmeras,
percorrem os elevadores, os corredores,
abrigam ninhos como se fossem árvores perfeitas.

vivem de querer loucamente água,
- água! - gritam e não se esquecem dos males,
daqueles males que corroem a sociedade que temos:
de crimes, de invejas, de dores, de falta de jeito.

vivem o dia calmamente pelas horas que atravessam,
multiplicam-se, às vezes incomodam, pois é preciso saltá-las
caso se queira o horizonte livre debaixo dos passos curtos.

têm tantas forças essas raízes que uns deitam sobre elas
no espaço vazio entre janelas de pequenos apartamentos,
se arremessam nelas, cobrem-se com suas partes mais moles.

Algumas estão profundamente arraigadas,
dentro da terra alcançam prados, alcançam rios,
buscam uma paz serena junto das crianças, dos bichos.

como se gritassem de certa maneira
silenciosamente por lembranças do homem
 - que não sabe quem é.
as raízes vermelhas o lembram,
umas escoram fundações inteiras,
outras se abandonam feito espelhos.

uma parte delas se come no almoço,
outra parte se devora no jantar,
algumas são tão venenosas que as servem nos pratos
já que o sujeito é culpado da morte chegando.

perto de uma casa, casa mesmo, na beira de uma fonte,
vive repleta de si uma dessas raízes, muito inchada de orgulho,
promessas, destemor, segurança e também ódio.
Nasce dentro de uma praça redonda quase sem nome
e percorre vários caminhos no curso das avenidas,
sabe-se dela pelos telejornais. Não tem querer, só cresce.
a cidade se fez dela a dona, viu os escândalos,
as tramóias, os enganos. Ninguém sabe quando chora.

é de uma cor vermelha, um grená que é meio vinho,
tão diferente que o mais danado dos turistas com ares de zelo a adora.

ouça em mp3


Nenhum comentário:

 
;