quarta-feira, 27 de março de 2013

"Saudação", de Ezra Pound






Dei de cara pela rede com este poema de Ezra Pound, poeta sempre citado mas pouco lido, talvez pela ligação com o fascismo italiano durante a Segunda Guerra Mundial. Mas foi parceiro de muita gente boa: Joyce, Yeats e T. S. Elliot, que submeteu a ele o original de "Terra devastada", obra que marcou o início do século XX.  

SAUDAÇÃO

Oh geração dos afetados consumados
e consumadamente deslocados,
Tenho visto pescadores em piqueniques ao sol,
Tenho-os visto, com suas famílias mal-amanhadas,
Tenho visto seus sorrisos transbordantes de dentes
e escutado seus risos desengraçados.
E eu sou mais feliz que vós,
E eles eram mais felizes do que eu;
E os peixes nadam no lago
e não possuem nem o que vestir.

tradução de Mário Faustino

Ouça o poema na voz de Ivo Nascimento


Nenhum comentário:

 
;