sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Girassois

Outra vez passa
por baixo do arco
onde brilham girassois,

o passo é uma sede
dessas esguias.
uma perna mais veloz que a outra.

côxo
mas vale para o trabalho

debaixo daquele arco,
diante do artista.
- Não olhe.

ele manca trabalha cansa
não está em casa
portanto não dança
com a mulher que lhe cabe.

se arrisca entre as flores
como se houvesse remédio,
respira e o ar que obtém
faz bem às crianças.

Levanta as vistas
feito os girassois
encontra o astro-rei:
sorri mais que a rua.

sabe que a perna dói
toda vez que se estica.
sabe tudo, sem ajuda.

ajuda as flores
o perfume
parece um canto
uma voz.

descansaria ali
se fosse permitido.

alguém permite ou não?
os nossos prazeres
dos girassois até o céu.

Nenhum comentário:

 
;