quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Camiseta

A camiseta sua glórias.
enterrada. na gaveta
com meias e sungas.

Foi campeã, diz-me o nome.
Qual será, então, sua utilidade?

Cercada de maresias já ouviu:
que homem!
e não eram músculos
que vibravam com o contato da areia.
Camiseta.

As vezes em que foi usada,
campeonato, rodas.
a feijoada.

Mas é tarde pra essa conversa de horas

Se foi alguém
itinerante
com os números de uma balança louca.

Nunca rasgou.
Está apenas espera.
As dimensões, documento
prova honesta.

Foi - grita rouca.
Calam-se as imagens nas paredes.

Nenhum comentário:

 
;