quarta-feira, 10 de novembro de 2010

O pó

Do pó viemos
e depois de um pouco
beijará

Um braço único
tardando da Lagoa
a peixes no pedalinho

Nada trivial,
simples
displicente.

Pode pensar: não! menos displicente
mas é que mudo de idéia
no meio do poema.

Enfim, afago de mão
romântica
entre classificados,
acordo enamorado
camas se dividirem
conversas goela abaixo.

E não outra vez:
mudo a idéia
bálsamos garganta acima
plenos como o poema.

Em torno da boca justiceira
pó veio,
e a frase sem que tema nada.

Eu te amo.
assim mesmo
apaixonado entretenimento.

Seu pó
experimento.

Nenhum comentário:

 
;