quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Ganhar o dia

O mês aqui vence
sem extremos,
da espera do corpo
ao fim do tempo.

Alimentar o sonho,
a realidade cobra,
por o mel no dia
na paciência do destino.

O sonho! Teu destino longo.

Nenhum comentário:

 
;