quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Desejo

Existo
é este atento
à palma da mão,
que escreve e descreve
sua ausência
todos os dias:
O que seria nosso viver?

Lembro seus beijos
e a boca seca,
o ar estaciona
virado pro céu,
pra alguma lua
longe dos postes de luz.

Somente ela te representa,
seu cheiro e a chuva cai,
eu me enxarco.

Nenhum comentário:

 
;