domingo, 22 de agosto de 2010

Crianças

O pássaro vai-se embora
e sua cor não posso definir;
ela estranha aos meus olhos
me concentro nos pios.
O tamanho de seu ninho
(a cidade inteira)
é maior que meu apê de dormir.
Ele voa e rodopia livre por aí.
Mas tem profissão:
reunir comida para suas crias.
Taí a a diferença inteira:
não há crias por aqui.
as crianças desta casa,
elas não deram o ar da graça,
mas eu persisto pensando nelas,
no ar que vem delas,
um ar de desafio.

Nenhum comentário:

 
;