domingo, 8 de novembro de 2009

Noite fria

Não me tem a noite,
justo ela! a querida,
dama de fantasias.
Eu já tranquei a noite
em nosso quarto.
Hoje ela me separa.
Somos duas estações
querendo equinócios,
vivendo solstícios.
Quando o sol se vai,
é potencial amante,
não gera mais insônia,
ou bêbados atropelos.
Eu valho pelo calor...
a noite educa no frio.

Nenhum comentário:

 
;